UMA BREVE HISTÓRIA DO BOXE TAILANDÊS

Boxe tailandês ou Muay Thai como os tailandeses chamam, é uma arte tradicional de auto-defesa da Tailândia. É diferente do boxe internacional, no estilo tailandês de luta sem armas, pés, cotovelos e joelhos são utilizados, bem como os punhos.Assim, ele se assemelha mais a um verdadeiro vale-tudo e por isso é considerado superior ao boxe internacional como uma arte de defesa pessoal. Como é mais exigente, uma luta de boxe tailandês dura apenas cinco rounds de três minutos cada, com um descanso de dois minutos entre os rounds.

Desde os tempos antigos, os governantes tailandeses dão grande importância para a formação de seus soldados e as pessoas comuns nas habilidades de combate, com e sem armas. Enquanto que o último é conhecido como muay, o primeiro é chamado krabi-krabong, literalmente espada e bastão, embora as armas usadas não são limitadas a estes dois. Muitas vezes, os próprios governantes eram grandes lutadores – fortes, valentes e habilidoso na arte. Essa é uma das razões pelas quais os Tailandeses surgiram como vencedores em sua rivalidade com outras raças e se tornaram os dominantes nesta parte do mundo. Quando o primeiro reino tailandês foi criada no final do século 13 com Sukhothai como capital, um pedaço de chão na frente do palácio foi usado pelo próprio rei para praticar boxe sombra e também como um estádio onde competições de boxe foram realizados para selecionar bons lutadores como guardas do palácio.

Quando o poder de Sukhothai diminuiu, outro reino tailandês subiu ao trono na parte baixa do rio Chao Phraya em 1350 com Ayutthaya como capital. O Reino foi governado sucessivamente por 35 reis de cinco dinastias até 1767, quando Ayutthaya foi ocupada pelos invasores birmaneses. Durante este longo período de mais de quatro séculos, vários excelentes pugilistas tailandeses foram produzidos. O primeiro foi o Rei Naresuan, o Grande (1590-1605).

Quando Naresuan era um menino de nove anos, ele foi levado para a Birmânia como refém após a primeira queda de Ayutthaya para a Birmânia que resultou na instalação do reino de Maha Thammaraja, conquistador do pai de Naresuan, como o novo rei de Sião. Seis anos mais tarde, o príncipe siamês foi autorizado a voltar para casa, mas só depois de ter ganho uma luta de boxe com um conhecido birmanês pugilista, que era uma pré-condição estabelecida pelo governante birmanês por sua libertação. Depois, Naresuan declarou a independência do Sião, da Birmânia e, com suas habilidades de luta, foi capaz de repelir uma outra invasão da Birmânia e matou o príncipe herdeiro do inimigo na batalha decisiva.

Outro rei Ayutthayan conhecido por seu gosto e experiência no boxe foi Sanpet VIII. Certa vez, ele lutou com dois pugilistas consecutivamente em uma feira em uma vila não muito longe da capital. Ele venceu os dois e ganhou um prêmio de dois Baht do apresentador, sem revelar sua verdadeira identidade. Mas ele não usou sua habilidade especial para trazer glória ao seu país, ao invés disto entregou-se ao prazer sexual. Ele logo adquiriu a má reputação de ser um pervertido sexual e o cruel e infame apelido de “King Tiger”.

Outro muito conhecido boxeador tailandês era um plebeu chamado Khanomtom (ou Nai Khanom Tom). Ele estava entre os cerca de 30.000 tailandeses levados para a Birmânia como prisioneiros após a segunda queda de Ayutthaya em 1767. No ano seguinte, uma grande festa foi realizada em um templo budista em Yangun, onde uma relíquia sagrada do Buda foi consagrada. Competições de boxe foram organizados no templo e Khanomtom foi enviado como representante dos prisioneiros de guerra tailandeses. Tendo sido bem treinado no uso de seus punhos, pés, cotovelos e joelhos em combate, Khanomtom incrivelmente derrotou 10 pugilistas birmaneses sucessivamente e foi muito elogiado pelo rei birmanês. Sua extraordinário façanha é registrada nos livros escolares, e é conhecido por todos os estudantes tailandeses.

Depois de expulsar os agressores birmaneses no final de 1767, Phraya Taksin ascendeu ao trono em Thom Buri. Sendo um grande guerreiro e lutador afiado, o rei não poupou esforços em promover a arte da luta corpo-a-corpo. Como seus antecessores, ele realizou lutas de boxe na frente de seu palácio. Entre os lutadores o mais conhecido foi Phraya Phichai, a espada quebrada. Ele ganhou o apelido porque uma vez ele quebrou sua espada em uma luta feroz com o inimigo e depois matou o inimigo com a espada quebrada. Mais tarde, foi feito governador da Phichai com o título de Phraya.

Ramai, que fundou a dinastia Chakri, em Banguecoque, em 1782, também usou o terreno em frente ao seu palácio como uma arena onde foram realizadas lutas de boxe para selecionar seus guardas. Uma vez que durante o seu reinado, apareceram dois irmãos franceses que vieram para Bangkok à procura de rivais em competições de estilo livre de boxe. Eles visitaram várias cidades da Indochina e ganharam muito dinheiro. Para enfrentar o desafio, o rei enviou o boxeador Muen Phlan para combater um dos irmãos. Foi uma tarefa árdua para o pugilista tailandês que era inferior em tamanho e peso. No entanto, ele foi capaz de usar suas habilidades superiores em chutes, socos e atacando com os cotovelos e joelhos como vantagem e derrotou os irmãos, um após o outro.

Rama V (1868-1910) foi outro rei que era um grande patrono do boxe. Ele promoveu a arte marcial através da criação de seu próprio campo de boxe e incentivando os príncipes e outros membros da nobreza a fazer o mesmo em todas as grandes cidades do país. Ele organizou competições de boxe regularmente e premiou os vencedores com classificação e dinheiro.

Rama VI (1910-1925) deu um passo adiante, permitindo que plebeus criassem os seus próprios campos, ringues e competições de boxe. O primeiro ringue de boxe moderno foi erguido no campo de futebol de Wang Suan Kulap ou Rose Garden Palace em Bangkok. Era um espaço quadrado delimitado por cordas com dois árbitros, um no canto azul  e outro no canto vermelho. Na luta as mãos dos boxeadores eram amarradas com cordas em vez de usar luvas acolchoadas como é a prática universal hoje. Assim, os pugilistas tailandeses dos tempos antigos poderia fazer um dano maior ao outro em uma luta. O que é mais estranho era o marcador de tempo, que era uma casca de coco furada. Era colocada numa banheira cheia de água, no início de um round. A round terminava assim que a casca de coco ficava completamente imersa na água.

O melhor boxeador tailandês da época era um homem chamado Yang Korat Hanthale. Ele se tornou conhecido internacionalmente depois de bater um boxeador da escola chinesa de Shaolin, Chin Chang, em uma luta de estilo livre no estádio do palácio. Chin foi derrotado porque ele não conseguiu encontrar uma forma eficaz de afastar o rápido e potente chute alto do boxeador tailandês. Consequentemente, ele foi atingido no pescoço ficando inconsciente e teve que ser carregado para fora do ringue.

O ringue de boxe foi sucessivamente transferido para Tha Chang, Sanuk Suan e Muang Lak, sempre dentro da cidade murada de Bangkok. Foi em 1919, quando as lutas de boxe foram realizadas na Tha Chang que as regras do boxe tailandês foram alteradas para exigir que todos os lutadores usassem luvas de boxe em disputas.

Todos os ringues de boxe acima mencionados eram estruturas temporárias. O primeiro estádio de boxe permanente em Bangkok foi construído em Rachadamnoen e foi inaugurado em dezembro de 1945. Meio século mais tarde, o estádio de Ratchadamnoen ainda é um dos dois grandes do estádio na capital, onde competições esportivas internacionais são realizadas regularmente, sendo o outro estádio o Lumphini Boxing Stadium perto  do parque de Lumphini. Grandes campeonatos são muitas vezes transmitidos ao vivo. E há muitos outros ringues de boxe em grandes cidades de todo o país. Portanto, não é difícil para um visitante estrangeiro  na Tailândia descobrir em primeira mão como é o boxe tailandês.

(Artigo de Thai Boxing Association dos EUA http://www.thaiboxing.com )


Sobre reitigre

Tigre, tigre, brilho incandescente dentro das florestas à noite Que imortais mãos ou olhos Poderiam moldar tão temível simetria? Em que distante profundezas ou céus Queimam o fogo dos teus olhos? Em que asas veio essa chama? Que mãos ousam tocar nesse fogo? E qual ombro e qual arte? Poderia mudar as fibras do teu coração? E quando teu coração começou a bater Qual horrível mão teria forjado seus pavorosos pés? Qual martelo? Qual corrente? Em que fornalha estava teu cérebro? Que bigorna? Que terrível abraço Ousou conter teu horrível terror? E quando as estrelas desferiram seus raios, e inundaram os céus com as lágrimas delas, Ele sorriu por Seu trabalho ver? Aquele que criou o cordeiro também Te fez? Tigre, tigre, brilho incandescente dentro das florestas à noite Que imortais mãos ou olhos Ousaram moldar tão temível simetria?
Esse post foi publicado em Upgrade e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s